Aqui você vai encontrar informações importantes da profissão de pintor e como executar a pintura da melhor forma possível e um pouco mais.

Foto de Ivan Samkov no Pexels

Em primeiro lugar vamos entender um pouco sobre o pintor

O pintor, seja no desenvolvimento da pintura ou na criação artística e no design comum, é o especialista responsável por garantir e reanimar as cores antigas de divisórias, drywall, paredes, portas, janelas, grades, pisos e diferentes superfícies com a aplicação de tinta látex pva, acrílica, esmalte sintético ou epóxi.

A utilização de tintas no desenvolvimento da pintura pretende trabalhar nas partes elegantes das estruturas, e garantir a sua segurança contra os impactos da água, erosão, insetos e protuberâncias (forma de proteção).

No momento, os pintores que trabalham no desenvolvimento educativo incentivam sua vocação em algumas regiões específicas, por exemplo,
  • Pintura externa;
  • Pintura interna;
  • Belas obras de arte.
Existem no mercado diversas organizações que fomentam a ação de composição de uma empresa em desenvolvimento da pintura comum. Ou seja, montar uma empresa de pintura hoje no Brasil, é algo visto com bons olhos pelos empreendedores da construção civil já que o mercado tem grande carência pela falta de mão de obra qualificada.

De longe, a maioria dessas empresas são organizações de desenvolvimento da pintura comum, com várias administrações, porém, jamais vemos um pintor administrar o próprio negócio na construção civil.

Mas hoje, vamos falar exclusivamente do pintor e dos obstáculos enfrentados no dia-a-dia desse profissional tão requisitado pela indústria de embelezamento de imóveis. Então, pega logo seu pincel 🖌 e gliter porque o show da vida de um pintor, vai começar...

O que é ser um pintor? 

Antes de tudo, todo profissional deve se propor a fazer o melhor que puder e tudo o que estiver ao seu alcance. E claro, conhecer o básico das regras e técnicas da sua área de atuação. Com isto consequentemente, ele estará sempre em evolução e melhorando, naturalmente seu tato e seu talento com a sua obra. Lembrando que a prática leva a perfeição.

Foto: Materiais de pintura

Aqui vão algumas dicas de como você pode evitar incorrer em alguns erros na hora de realizar uma pintura de parede...

Podem até se tratar de dicas simples, mas acredite essas dicas tem salvado muitas pessoas de cometerem erros que após serem cometidos podem dar muita dor de cabeça pra removê-los e consertar. É isso mesmo! Uma coisa é você realizar uma pintura do início e poder seguir um cronograma conforme o passo a passo e concluir o serviço no tempo apropriado e habitual. E outra coisa é você começar uma pintura, tendo que consertar erros cometidos anteriormente ou durante o processo.  

Foto: Kit pintura

Agora vamos à algumas dicas que fazem a diferença na hora de executar o serviço de pintura.

1 - Antes de preparar a tinta leia o manual de como utilizá-la. Como eu disse parece simples, mas é muito importante. Isso porque existem várias tintas de diversas marcas e categorias. E isso deve sempre ser levado em consideração porque em algumas tintas vão precisar de mais água ou solvente e outras menos. E aqui vai uma dica extra: Uma tinta preparada com água, geralmente está pronta antes de ela fazer muitas bolhas de água e parecer estar mais fina não deixando o rolo ou pincel pesados na hora da aplicação. Quanto menos bolhas de água significa que ela está pronta e mais concentrada. Quanto mais bolhas de água se formar significa que a tinta está fraca muito diluída, precisando de mais quantidade de tinta para nivelar.

2 - Utilizar fitas crepe. Mais uma vez, parece simples mas é muito importante e pode fazer bastante diferença utilizá-las. Sempre que houver portas ou grades isole-as das paredes com as fitas crepe, para evitar sujá-las e impedir de você levar mais tempo com o serviço, devido a ter de investir mais tempo limpando o que poderia ter sido evitado facilmente, com a utilização das fitas. utilize as fitas, principalmente quando houver pintura com mais de uma cor envolvidas no serviço. E aqui vai mais uma dica extra: Após colocar a fita crepe use um pouco de massa corrida ou acrílica na borda da fita para evitar que a tinta passe por baixo da fitas ( o que acontece algumas vezes ) evitando assim borrar a pintura. Mas lembre-se sempre de retirar a fita para evitar que seja pregada pela massa após secar. E quando se tratar de tintas semi-brilho retire as fitas o mais rápido possível, logo após terminar de pintar a parede, pois essas tintas quando secam se parecem com plástico e se você esquecer de retirar as fitas assim que terminar a pintura ao remover a fita a tinta vai rasgar literalmente.

3 - Sempre lave as ferramentas o quanto antes. Se você não fizer isso, pode ter certeza que vai perder muitas ferramentas e gastar muito e de forma desnecessária. Você pode escolher lavá-las durante a utilização, dependendo da ferramenta é claro como: Pinceis e espátulas etc. os rolos para parede, devem sempre ser lavados em água correntes e de forma abundante, retirando todo o excesso de tintas. Pois tintas acrílicas depois de secas endurecem e estragam os rolos. Dica: Se você estiver sem tempo pode deixar de molho na água até o dia seguinte, mas não abuse deste método porque pode acontecer de descolar a lã da parte de plástico do rolo e porque isso diminui a vida útil da ferramenta. Ou pode deixar de molho na própria tinta que já estiver prepara até o próximo dia. Nunca deixar por mais tempo, pois desgasta o rolo. E nem precisa falar de limpar o garfo do rolo. Esse é o mais difícil de limpar depois que a tinta seca. 

E por hoje é isso. Depois tem mais. Obrigado por ler este artigo. Assinado Paulo Lopes.

0 Comentários